0

O boa-praça obidense Ademar Ayres do Amaral, cronista do Uruá-Tapera, está todo prosa com o lançamento do livro “Prêmio de Literatura AP”, onde está publicado seu conto “Estirão do Sem Fim”, premiado com o 1º lugar na categoria. O santareno Benny Franklin, que ganhou o 1º lugar com a poesia “Exame de Consciência”, também está na edição. O concurso teve imortais da Academia Paraense de Letras no julgamento dos trabalhos. É o canto irresistível da nossa gente, que bebe à beira dos imensos rios e igarapés e sussurra em seus escritos os mistérios fantásticos das nossas histórias e lendas.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Grilagem na Terra do Meio em debate

Anterior

Promotor elogiado

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *