Hoje a Assembleia Legislativa do Pará retomou seus trabalhos no segundo período legislativo do terceiro ano da da 19ª Legislatura, de forma totalmente presencial, apesar da reforma do prédio sede do Palácio Cabanagem e do próprio plenário Newton Miranda. Após…

Em visita oficial, a Academia Paraense de Jornalismo e a Comissão de Defesa do Patrimônio Histórico do Instituto Histórico e Geográfico do Pará pediu ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, o veto à alteração dos nomes da Rua da Municipalidade…

O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil, em parceria com o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Praticagem da Barra do Pará, Sociedade Amigos da Marinha Pará, Secretarias de Saúde de Barcarena e do Estado do Pará, Tribunal…

Guy Veloso, filho do saudoso jurista, notário e político Zeno Veloso, plantou em sua memória um pé de baobá na Universidade Federal do Pará, onde o ilustre parauara se destacou como professor de direito civil e direito constitucional, formando gerações…

Governo do Pará/UFPA/Unicef/Prefeitura de Belém/TRT8 contra o trabalho infantil


Resgatando o compromisso assumido durante a campanha eleitoral, quando assinou um documento no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região no sentido de se empenhar pela erradicação do trabalho infantil no Pará, o governador Simão Jatene formalizou, hoje de manhã, Protocolo de Intenções com o objetivo de dar prioridade à implementação de políticas públicas voltadas à causa, durante a abertura da II Mostra Internacional da Semana do Bebê, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, evento que reúne em Belém representantes de diversas cidades brasileiras e de países como Portugal e Argentina, em prol da garantia de direitos na primeira infância. Também assinaram o Termo de Compromisso o representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Gary Stahl; o desembargador Vicente Malheiros da Fonseca, presidente do TRT8; o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, e o reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Carlos Maneschy. 

O Tribunal de Justiça do Estado e o Unicef também firmaram, durante a solenidade de abertura da Mostra, um Termo de Cooperação Técnica, com base nos princípios da Convenção dos Direitos das Crianças para a promoção de uma Justiça com equidade voltada para as crianças e adolescentes. 

Nas palavras dos desembargadores presidentes do TJE-PA, Luzia Nadja Nascimento, e do TRT8, Vicente Fonseca, uma afirmação revolucionária: “o mundo do magistrado não está mais somente nos autos, está na sociedade.” 

A juíza do Trabalho Zuíla Lima Dutra, membro da comissão nacional de combate do trabalho infantil do TST e gestora regional da campanha “Dê um cartão vermelho ao trabalho infantil”, disse que a adesão de órgãos que podem e devem promover políticas públicas que contribuam para erradicar o trabalho infantil fortalece ainda mais a luta, que é de todos: o que tivemos aqui foi um dos passos mais importantes que demos nessa campanha, porque tivemos um governador de Estado e o prefeito de uma capital como Belém assinando o seu compromisso contra o trabalho infantil, e, no caso do governador, é ratificar o compromisso que já havia feito quando ainda candidato, o que mostra que temos condições de criar, de forma articulada com o poder público, o desenho de políticas públicas que tornem isso uma realidade“. 

A campanha – iniciada em agosto deste ano – já conta com 83 parceiros, entre instituições públicas e privadas, e foca em ações e medidas conjuntas em prol do combate e erradicação do trabalho infantil, além do intercâmbio de conhecimentos e experiências visando à conscientização da população.

O governador Simão Jatene declarou que o sucesso de qualquer programa é maior quando a sociedade se apropria dele e que o tema exige de todos atenção especial, destacando que lugar de criança não é só na escola, mas, principalmente, no coração das pessoas.

O presidente do TRT8, desembargador Vicente Malheiros, destacou que “não se é contra o trabalho, mas sim o trabalho prematuro, pois para tudo há seu tempo. Em algum momento da vida, esses bebês poderão ser explorados, e o que se quer com a campanha é promover a cidadania para todas as crianças, e o envolvimento direto do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região se dá em um momento em que o magistrado sai da sala de audiência e vai até a sociedade levar as questões públicas, porque o mundo do magistrado não está mais somente nos autos de um processo, o mundo dos magistrados está na realidade da sociedade“. 

O prefeito Zenaldo Coutinho louvou a iniciativa do TRT8 e acredita que o trabalho integrado irá produzir grandes resultados pela proteção e defesa das crianças: “criança tem que estar na sala de aula, brincando, recebendo amor, e nós temos que nos instrumentalizar, usar todas as ferramentas públicas de integração das nossas ações também com a sociedade civil, como os nossos Conselhos Tutelares, no combate ao trabalho infantil. Após a assinatura, é o momento de nós buscarmos todas as formas que temos de, efetivamente, combater esta que ainda é uma chaga no Brasil”
Para a juíza do Trabalho Vanilza Malcher, integrante da coordenação regional de combate ao trabalho infantil, “a adesão de parceiros dessa importância mostra como a sociedade do Estado do Pará deseja a erradicação do trabalho infantil e está disposta a se envolver no alcance desse objetivo”. 

O representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl, realçou que o Pará tem uma das maiores populações indígenas do Brasil e que a saúde desse segmento é um dos focos de atuação: “uma criança indígena que nasce no País hoje tem a probabilidade três vezes maior de morrer antes de fazer um ano, se comparada com outra criança”. 

A ministra interina da Saúde, Ana Paula Sóter, participou da solenidade. Durante a semana, uma vasta agenda com debates, palestras, oficinas e exibição de filmes discutirá renascimento e humanização do parto, suplementação alimentar e a importância do pré-natal, do parto normal e do aleitamento. Também serão apresentadas experiências de 12 municípios brasileiros que já realizam a Semana do Bebê, as da Semana do Bebê Indígena Ticuna e as da Semana do Bebê da Fasepa – Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará, com jovens em privação de liberdade, além da Semana do Bebê de Sobral (CE).

A próxima ação da campanha “Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil” será na final do campeonato de futebol da série C, quando o time do Paysandu entrará em campo vestindo a camiseta da campanha e com a faixa: “Neste jogo, somos todos juízes! Dê cartão vermelho ao trabalho infantil!“. E nos dias 29 e 30 de novembro será a vez do município de Abaetetuba receber a caravana da campanha, com atividades na praça da cidade e assinatura de temo de compromisso com parceiros locais. 

Vejam mais fotos aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *