0
Amanhã, às 14h30, no Centro Integrado de Governo, o chefe da Casa Civil, Cláudio Puty, no ato representando a governadora, assina com o diretor-presidente da Eletronorte, Jorge Nassar Palmeira, Termo de Compromisso para análise da viabilidade técnico-econômica de implantação de duas usinas a gás natural em Marabá e em Vila do Conde, cada uma com capacidade para gerar 600 MW, e um terminal de regaeseificação de gás natural liquefeito, no município de Barcarena.
O projeto também prevê a construção de um gasoduto Barcarena/Belém/Marabá, a partir do gás de Açailândia, no Maranhão, aonde chegará um gasoduto já em construção que sai de Fortaleza.
A Eletronorte funcionaria como âncora do projeto e dos investimentos. A energia produzida seria vendida em leilões ao Pará e também a outros Estados, com distribuição pelo sistema integrado. O estudo deve ser concluído no primeiro semestre de 2010, e só então poderá ser definido prazo para início e término das usinas.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Comendas no TRT

Anterior

Brasil fora das rotas mundiais

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *