0
Dois assaltantes que são (ou deveriam ser) controlados  via tornozeleiras eletrônicas pela Susipe voltaram a cometer crimes bem ao lado do Ministério Público do Estado, ontem de manhã. Aplicaram a tal “saidinha bancária” em uma moradora do bairro da Cidade Velha, próximo ao prédio-sede da instituição. A dupla de moto patrulhamento do Gabinete Militar do MPE-PA abordou a dupla criminosa às proximidades da praça Felipe Patroni, onde iniciou uma perseguição. Na Av. Tamandaré houve troca de tiros e um dos assaltantes foi alvejado pela guarnição e detido no local, o outro prosseguiu na fuga e deparou com uma viatura do 2° BPM na Av. Presidente Vargas, onde fez um refém, mas depois se rendeu.
Os policiais militares lotados no Ministério Público saíram ilesos, houve somente danos materiais, um tanque furado por disparo. O caso paralisou a rua durante horas e serve de exemplo para a necessidade de os efetivos militares de instituições trabalharem do lado externo, ajudando a fazer a segurança da população. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Empregados do Incor recebiam pela Alap

Anterior

Fazendeiro condenado a 91 anos de prisão

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *