0

Uma força-tarefa envolvendo Secretaria de Estado de Segurança Pública, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Bombeiros Civis, Conselho Tutelar e Ministério Público do Estado do Pará está empenhada em encontrar a criança de apenas 2 anos de idade que desapareceu no sábado passado, dia 16 de setembro de 2023, na localidade Igarapé Zinco, interior do município de Anajás, no arquipélago do Marajó. Um helicóptero da Segup está dando apoio às buscas, e um cão farejador está sendo utilizado, mas até agora não foram encontrados vestígios da bebê. O Promotor de Justiça Harrison Henrique da Cunha Bezerra, titular em Breves e que está em exercício em Anajás, acompanha os trabalhos. Por sua vez, o delegado geral de Polícia Civil, Walter Resende, enviará amanhã cedo uma equipe da seccional especializada em Homicídios, de Belém.

A menininha brincava com outras crianças da comunidade, no sábado. Quando viram um homem carregando madeira com um búfalo, foram atrás dele e só depois de algum tempo notaram que ela ficara para trás e não a encontraram mais. A polícia adotou duas linhas de investigação, que não pode revelar para não prejudicar as investigações. Mas até agora nada há de concreto, apesar de muita gente trabalhando no caso.

A livreira de Paris – Editora Intrínseca 

Anterior

O assédio no ambiente de trabalho sob a perspectiva de gênero

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *