0
Se o TSE aprovar a criação das 31 novas legendas que aguardam na fila, o Brasil pode pular de 27 para 58 partidos. Há de tudo: mais à direita, o Movimento Integralista Brasileiro (MIB); mais à esquerda, a Liga Bolchevique Internacionalista (LBI) e o Partido Comunista Revolucionário (PCR). Para os mais alternativos, o Partido Pirata.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Muro 90º

Anterior

Aproveitadores dos amazônidas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *