0
O governo federal pagou em 2009 mais de meio bilhão de reais em diárias para ministros e servidores púbicos em viagens nacionais e internacionais, 30% a mais do que o total do ano passado, R$ 538.294.084,42. O ministro da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, foi o que mais recebeu diárias, com R$ 67.192,39, seguido pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, com R$ 60.584,53.

Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência, vinculado à Controladoria Geral da União e – vejam só – se referem apenas aos 11 primeiros meses de 2009. Os gastos de dezembro serão incluídos por volta do dia 15 de janeiro de 2010 no Portal. O total levantado foi pago a cerca de 200 mil pessoas dos mais variados órgãos – Ministérios, Forças Armadas, Universidades Federais, Delegacias, Gerências e Unidades Regionais, Escolas Técnicas e Agrotécnicas Federais, Agências Reguladoras, Fundações e Empresas Públicas – o que dá uma média de R$ 3.500 por funcionário ao ano.
Aqui no Pará há órgãos federais com produtividade zero, mas que gastaram à beça com viagens.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Aproveitem para renovar

Anterior

STF soltou estuprador

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *