Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Exposição “Entorno do torno”


Dentro da programação da XIII Semana de Museus, a exposição “Entorno do torno” abre nesta segunda-feira, 18, com vernissage às 19h, no Museu do Estado do Pará. Com curadoria do diretor da Casa das Onze Janelas, Armando Queiroz, e do diretor do MEP, Sérgio Melo, a mostra tem 40 peças feitas de barro e argila, entre pinturas, peças arqueológicas e fragmentos de cerâmica, revelando a materialidade que acompanha os processos civilizatórios de ocupação da Amazônia, e reúne coleções do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria de Estado de Cultura, adequados ao tema Semana, que este ano é “Museus para uma sociedade sustentável”. “Procuramos trazer o barro e a argila como elemento de permanência na Amazônia, o barro é esse elemento constituinte de uma economia social da Amazônia, mas não agride o meio ambiente”, explica Armando Queiroz.
Peças de Ruy Meira, Osvaldo Gaia, Lise Lobato, entre outros artistas compõem a exposição, que pode ser visitada até o dia 18 de junho.
O Museu do Estado do Pará funciona no Palácio Lauro Sodré (antigo Palácio do Governo), na praça D. Pedro II, Cidade Velha, junto à Prefeitura de Belém e à Assembleia Legislativa do Estado. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *