0

Dentro da programação da XIII Semana de Museus, a exposição “Entorno do torno” abre nesta segunda-feira, 18, com vernissage às 19h, no Museu do Estado do Pará. Com curadoria do diretor da Casa das Onze Janelas, Armando Queiroz, e do diretor do MEP, Sérgio Melo, a mostra tem 40 peças feitas de barro e argila, entre pinturas, peças arqueológicas e fragmentos de cerâmica, revelando a materialidade que acompanha os processos civilizatórios de ocupação da Amazônia, e reúne coleções do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria de Estado de Cultura, adequados ao tema Semana, que este ano é “Museus para uma sociedade sustentável”. “Procuramos trazer o barro e a argila como elemento de permanência na Amazônia, o barro é esse elemento constituinte de uma economia social da Amazônia, mas não agride o meio ambiente”, explica Armando Queiroz.
Peças de Ruy Meira, Osvaldo Gaia, Lise Lobato, entre outros artistas compõem a exposição, que pode ser visitada até o dia 18 de junho.
O Museu do Estado do Pará funciona no Palácio Lauro Sodré (antigo Palácio do Governo), na praça D. Pedro II, Cidade Velha, junto à Prefeitura de Belém e à Assembleia Legislativa do Estado. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Rede de proteção a crianças

Anterior

Boim e o realismo fantástico

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *