0
O juiz Flávio Oliveira Lauande condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito de Juruti, Izaías Batista Filho, a reparar o dano relativo às condenações na Justiça do Trabalho decorrentes da contratação irregular de temporários, no valor de R$ 46.770,62. Izaías também está impedido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios e incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos. E, inda, sofreu a suspensão de seus direitos políticos pelo período de cinco anos. 

Izaías foi prefeito de Juruti de 1997 a 2000, reeleito para mandato de 2001 a 2004. Segundo denúncia do Ministério Público, contratou irregularmente três pessoas para ocupar cargos de servidores efetivos no município.
Após o desligamento do Poder Público, temporários ajuizaram reclamações trabalhistas postulando créditos como o FGTS, saldo de salário e reconhecimento do tempo de serviço para fins previdenciários.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Defensoria fará ação cidadã no Marajó

Anterior

Celpa e Guascor condenadas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *