Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Está na hora de privatizar Val-de-Cans

O tempo passa, o tempo voa, e o aeroporto Júlio César Ribeiro (Val-de-Cans), continua com a central de ar-condicionado sem funcionar. Quem desembarca em Belém do Pará leva de imediato um choque térmico, com o calor sufocante. Quem embarca não tem condições mínimas de conforto. Por outro lado, o estacionamento é caríssimo. As lojas são poucas, desabastecidas de novidades e atrativos. Se a Infraero for extinta, ninguém sentirá falta. Aliás, já está provado, pelo salto de qualidade nos aeroportos de Brasília, Rio, São Paulo e Belo Horizonte, que a solução é privatizar. Quando são administrados por executivos que entendem de negócios, a coisa funciona. Os conceitos modernos de aeroportos incluem, obrigatoriamente, diversas atividades econômicas, desde o varejo, alimentação, artesanato e a mídia aeroportuária, passando por verdadeiras âncoras como hotéis e hangares, um verdadeiro shopping, gerando empregos e renda. Nesta época de crise, com o dinheiro público curtíssimo, não se justifica manter órgãos ineficientes e ineficazes que ainda por cima prestam um desserviço à população do País inteiro, prejudicando o turismo como alternativa de desenvolvimento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *