0

Mais um carro mergulhou no canal da Av. Generalíssimo Deodoro, no bairro da Cremação, em Belém do Pará. O Governo do Pará precisa ajudar a Prefeitura de Belém a implantar ali sistema de tratamento de águas pluviais, gradeamento para contenção de lixo, além de rede coletora de esgoto para impedir que continue essa imundície a céu aberto. Impacta pelo menos 35 mil belenenses, sem contar a melhoria na mobilidade urbana que beneficia todos os que transitam nessa região da cidade. Ao invés de gastar centenas de milhões em um parque linear, muito melhor é tirar a população literalmente da lama, proporcionando saúde e dignidade humana.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Caranguejos-uçá foram devolvidos ao habitat

Anterior

Ya temi xoa, aê, êa!

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *