0
Do investimento de R$ 58,3 bilhões previstos pelo PAC até 2011, cerca de R$ 700 milhões serão destinados a hidrovias. Já rodovias e ferrovias vão absorver, respectivamente, R$ 33,4 bilhões e R$ 7,9 bilhões. O PNLT – Plano Nacional de Logística e Transportes prevê que nos próximos 15 anos o modal hidroviário receba em torno de R$ 12,8 bilhões, exatos 7,4% dos R$ 172,4 bilhões que o programa destina. O sistema de transporte rodoviário deve receber R$ 74,2 bilhões (43%) e o ferroviário 50,6 bilhões (29,4%).
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Falando a mesma língua

Anterior

Esse rio é minha rua

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *