Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Dissidência recua na Alepa

Os bizuns de que haveria outra chapa em formação para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, cuja eleição e posse será no próximo domingo, dia 1º, colocaram em efervescência os bastidores políticos parauaras. Treze deputados estaduais, digamos, insurgentes, planejavam somar 21 e emplacar outro nome no lugar da deputada Ana Cunha(PSDB) na 1ª Secretaria da Casa. Seria o deputado Júnior Ferrari(PSD), que já foi duas vezes 1º vice-presidente e não esconde sua disposição de pleitear a presidência da Alepa, no biênio 2017/2018. 

Mas o presidente, deputado Márcio Miranda(DEM), agiu rápido e escanteou a galera. Como as vagas na chapa que montou para sua reeleição são dos partidos que o apoiam, só os candidatos à Mesa alcançam 26 votos, mais dois relativos ao novo líder do Governo, deputado Eliel Faustino(SDD), totalizando 28 votos, mais do que suficientes para garantir a a eleição, sem qualquer espaço para uma virtual dissidência. 

A chapa está assim composta: presidente, Márcio Miranda(DEM – 2 deputados), 1º vice-presidente, Fernando Coimbra(PSD – 3 deputados), 2º vice-presidente, Cássio Andrade (PSB – 2 deputados), 1ª Secretaria, Ana Cunha (PSDB – 6 deputados), 2ª Secretaria, Chicão(PMDB – 8 deputados), 3ª Secretaria, Tião Miranda (PTB, 2 deputados) e 4ª Secretaria, Airton Faleiro (PT – 3 deputados).

Ao ser informado dessa conta na ponta do lápis, hoje, o movimento recuou. E, após rodadas de conversas que ocuparam o fim de semana de todos, a chapa única vai fortalecida para o dia D.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *