A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Como fazer do limão uma limonada

Fotos: Antonio Silva
Quem assistiu, ontem, ao sucesso da sessão especial proposta pelo deputado João Chamon Neto para ouvir os prefeitos, que terminou com uma pose fotográfica de mãos dadas, seguida de almoço de confraternização ao final da tarde, em companhia dos deputados e do governador Simão Jatene, nem imagina a grande articulação nos bastidores para que o encontro não se transformasse numa praça de guerra. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda, com a sua mineirice,   conseguiu mais uma vez compor interesses conflitantes e conduziu com diplomacia o evento. Era um mundo de antagonismos. Diferenças ideológicas abissais separavam os oradores que se sucederam na tribuna, mas nenhum ataque, seja ao governador Simão Jatene, seja à presidente Dilma Rousseff, foi perpetrado. Márcio Miranda ponderou, em várias reuniões prévias com os líderes partidários, que não adiantava buscar culpados e sim tentar encontrar alternativas de solução para o momento difícil que todos enfrentam.

O prefeito de Bannach, Valber Milhomem, que falou em nome dos demais prefeitos na reunião com Jatene no Palácio do Governo, após a sessão na Alepa, fez um discurso moderado e austero. “Estamos vivendo uma queda de receita e aumento de despesas, e isso preocupa todos os prefeitos. Então, é hora de reunir todos os gestores, municipais e estaduais. Este dia foi importante e promissor porque conseguimos trazer até o governador a maior preocupação dos municípios. Os prefeitos não estão conseguindo cumprir com seus compromissos financeiros. A maior preocupação é com o fim do ano, quando teremos que fechar as contas a cumprir com os limites constitucionais, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal. Então essa mobilização é necessária”, pontuou, complementando que “estou no segundo mandato como prefeito, e sei que até pouco tempo o que o município recebia de FPM, que é da União, era muito acima do repasse de ICMS, que é do Estado. Hoje, essa diferença caiu muito. Um repasse quase se equipara ao outro, o que mostra que o repasse de ICMS cresceu muito e o do FPM caiu. Isso demonstra o momento que estamos vivendo, e nossa preocupação com o acirramento da crise, que preocupa a todos“.

Jatene anunciou a criação de um grupo de trabalho que vai cuidar das demandas de cada município, de modo a tentar amenizar os efeitos da crise. “Cada cidadão precisa saber, claramente, que passamos por um momento muito difícil e precisamos ter a percepção e a responsabilidade de saber que todos temos direitos e deveres, e esse equilíbrio pode fazer com que a superação da crise seja menos sofrida, sobretudo, pelos mais humildes e os que mais precisam”, propôs o governador.

Estamos todos empenhados em encontrar saídas e não podemos falar em crise dentro dos municípios sem incluir o governo do Estado e a União. O governador ouviu todos, todas as demandas, que estão encaminhadas para a solução que for possível. Também já ficaram agendadas logo para a próxima semana audiências dos prefeitos com os ministros da Saúde e da Secretaria da Presidência da República, o que foi muito positivo“, avaliou Márcio Miranda, ao final. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *