0
Um cochilo em plenário e … pimba! Foi aprovado hoje, à unanimidade, requerimento do deputado Megale, líder do PSDB, no sentido da anulação de todas as nomeações de dirigentes das autarquias, empresas e fundações públicas e sociedades de economia mista de que o Estado detenha o controle acionário, feitas pela governadora Ana Júlia Carepa, sob o argumento de que não obedeceram a Constituição, que estabelece que a Alepa deve aprovar, por voto secreto, após arguição pública, a escolha desses dirigentes.
É claro que não haverá efeito prático da rasteira, porque o governo vai tratar de cumprir, mesmo com atraso, o rito constitucional. Mas, além do susto, vai servir de munição para a bancada tucana ficar atazanando os ouvidos petistas todo dia.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Muito barulho por nada

Anterior

Voto-aula

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *