0
O mandato do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que ficará marcado na história do Brasil, acaba no dia 17 de setembro deste ano. A sucessão no Ministério Público Federal é da maior importância para o futuro do País. Carlos Frederico Santos, Eitel Santiago de Brito Pereira, Ela Wiecko Volkmer de Castilho, Franklin Rodrigues da Costa, Mario Luiz Bonsaglia, Nicolao Dino de Castro e Costa Neto, Raquel Elias Ferreira Dodge e Sandra Verônica Cureau, que disputam a lista tríplice que será submetida ao presidente Michel Temer para a escolha do novo PGR, participarão de debate em Belém nesta sexta-feira, 9, às 14h30, no auditório do 3º andar do edifício Evolution (travessa Dom Romualdo de Seixas, 1476, no Umarizal), sede provisória do MPF-PA. 

O debate será aberto apenas ao MPF e à imprensa e é promovido pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Já foram realizados debates em São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS) e o de Belém será o primeiro na região amazônica. Depois serão feitos outros em Recife (PE) no dia 12, no Rio de Janeiro (RJ) dia 19, e em Brasília (DF) no dia 22.
A consulta à categoria será na última semana de junho, em todas as unidades do MPF. 

O escolhido terá, ainda, que  passar por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça e no Plenário do Senado (onde deve obter maioria absoluta). O mandato do Procurador-Geral da República é de dois anos, permitida a recondução.  
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Juiz barra tarifa de água acima da inflação

Anterior

Não à violência!

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *