0

A Galeria de Arte Graça Landeira, do Museu de Arte da Unama, abre nesta quarta-feira, 5, às 19h, a individual Cabaret Tagore, de Jair Júnior. A mostra abrange um conjunto de obras inéditas que representam os personagens do cabaré inventado pelo artista, além de fazer uma retrospectiva de sua carreira ao longo dos seus últimos 40 anos, e ocupará todos os espaços e níveis – corredor e rampa – que constituem a galeria, incluindo a sala multiuso que será uma espécie de galeria de homenageados ilustres, conhecidos ou anônimos que marcam fortemente sua pintura performática.

Jair Tagore Júnior é um dos artistas mais singulares da produção artística no Pará. Seu trabalho é reconhecido por abordar com humor aspectos da iconografia popular por meio da reinvenção de símbolos que compõem painéis de propaganda urbanos, anúncios de feirantes e faixas nas quais surgem seus divertidos personagens. “Zoraide Periquito”, “Pau Brasil, o garçon”, “Carmencita meu amor” são alguns deles, misturados a outros grupos de obras que traçam a sua trajetória diversa, incluindo seus famosos painéis de propaganda em que reúne ícones românticos como Wanderlei Cardoso, poetas como Paes Loureiro e feirantes como o Seu Ferreira.

Outro aspecto importante da exposição Cabaret Tagore é o fato dela reunir diversos trabalhos pertencentes a acervos institucionais e coleções particulares que muitas vezes, ficam longo tempo sem serem exibidas ao público. A Galeria Theodoro Braga, a Fundação Rômulo Maiorana e a Coleção Amazoniana da UFPA, Antônio Redig, Vânia Leal e Marcia Tagore cederam várias peças.

A exposição de Jair Jr. Faz parte de uma política recém implantada do Museu de Arte da Unama, que retomou sua programação regular após o hiato de alguns anos que se somou ao período da pandemia e sob a nova gestão do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura. Além da pesquisa e exibição do acervo da instituição e das mostras organizadas pelos estudantes de Artes Visuais, o Museu de Arte da Unama tem duas linhas básicas que norteiam seu trabalho curatorial: realizar individuais de artistas de novas gerações com produção expressiva e também de artistas com trajetória extensa e que demonstram uma constante renovação, como é o caso de Jair Jr. É com essa perspectiva que o museu produziu em 2023 as individuais de Elieni Tenório e Pablo Mufarrej e a exposição conjunta de Beatriz Paiva e Melissa Barbery, fora as mostras especiais e projetos independentes que a instituição vem acolhendo, como é o caso da coletiva “Degenerado Tibiras” projeto dos artistas cearenses Eduardo Bruno e Waldírio Castro exibida recentemente em 2024. Toda a programação do museu é realizada por ações e atividades de integração entre a Pós-Graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura e a graduação em Artes Visuais por meio do Grupo de Pesquisa Arte, Imagem e Cultura, sob coordenação do Prof. Mariano Klautau Filho e equipe de curadoria formada pelo grupo.

O Museu de Arte da Unama fica no campus Alcindo Cancela, 287

A mostra fica até 12 de julho de 2024. Horário de visitação: de 14h às 18h, de segunda a sexta.

Em banho-maria

Anterior

Curso de Iniciação ao Cinema

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *