0
Hoje de manhã foi o maior alvoroço em Alenquer. Oficiais de justiça, com o apoio das polícias civil e militar, cumpriram mandados de busca e apreensão na sede da secretaria municipal de Saúde, determinados pelo juiz Gabriel Veloso de Araújo, que acatou requisição do promotor de Justiça Adleer Calderaro Sirotheau em ação cautelar contra o município e o secretário de Saúde, Jailson dos Santos Miranda. Foram apreendidos notas de empenho, notas fiscais, procedimentos de licitação, balanços e HD de computadores com informações referentes às contas de janeiro a outubro de 2015. Tudo foi encaminhado para a sede do MPE-PA em Alenquer, que quer saber se os recursos públicos estão sendo aplicados corretamente, vez que o atendimento em saúde é deficiente.

A Promotoria ajuizou a ação após receber denúncias de usuários a respeito de falta de vacinas, exames, medicamentos de atenção básica e materiais para atendimento. O promotor vistoriou a unidade básica de saúde do Planalto, centro municipal de saúde e almoxarifado da secretaria, e verificou irregularidades, tais como ausência de medicamentos controlados, agulhas, soro, vacina antitetânica e outros. O atendimento odontológico não está sendo feito por falta de material, como também o exame preventivo de câncer do colo do útero não é oferecido há três meses. Foram constatadas deficiências no setor de pré-natal, ausência de material básico de ambulatório e medicamentos, além de outros problemas que prejudicam o usuário. 

Outro que está na mira do MP alenquerense é o vereador Sebastião Farias, o Tabaco(PTB), que aparece em um vídeo que circula na internet recebendo dinheiro das mãos do prefeito Flávio Marreiro(PTdoB).
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

ATEP obtém liminar para sacar alvarás

Anterior

O livre falar e o regimento da Alepa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *