A Prefeitura de Belém está convidando os moradores da Cidade Velha à Consulta Pública sobre a reforma e revitalização do prédio ao lado da Igreja da Sé, onde por muito tempo funcionou a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel).…

As eleições de 2022 coincidem com o bicentenário da Independência e os 90 anos de conquista do direito do voto feminino, ocorrida em 24 de fevereiro de 1932. Durante todo o Império, as brasileiras não puderam votar e somente 43…

O Ecomuseu da Amazônia, da Fundação Escola Bosque (Funbosque) promoveu no domingo, 25, na Ilha de Cotijuba, o roteiro patrimonial, pelo encerramento da 16ª Primavera dos Museus. Os visitantes conheceram o pólo do Ecomuseu, a história de Cotijuba, que passa…

A prefeitura de Portel, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, lançou na sexta-feira passada (23) o projeto Marajó Sustentável, aliado ao Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Seringueira no Estado do Pará…

ATEP obtém liminar para sacar alvarás


A juíza Nágila de Jesus de Oliveira Quaresma, da 8ª Vara do Trabalho de Belém, concedeu liminar, há pouco, à Associação dos Advogados Trabalhistas, em Ação Civil Pública contra o Sindicato dos Bancários para que seja mantido o serviço essencial de pagamento dos alvarás judiciais, que contêm créditos de natureza alimentar, tanto dos trabalhadores quanto os honorários advocatícios. É que o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, via Portaria nº 972/2015, providenciou a dilação do prazo para recolhimento dos depósitos prévio e recursal e das custas processuais para o terceiro dia útil subsequente ao término do movimento grevista dos bancários, devendo ser comprovado até o quinto dia útil subsequente ao da efetivação.
Mas a Portaria se limita a dar prazo a quem deve pagar. E os bancos não estavam pagando os alvarás. Os advogados estavam desde o início da greve sem poder sacar os valores, em prejuízo da própria sobrevivência. Como o TRT não pode fazer nada administrativamente porque não tem ingerência sobre os funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, a ATEP precisou judicializar o caso.

Leiam aqui a íntegra da ação, assinada pelo advogado André Serrão.

Leiam aqui a liminar concedida.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *