0

Policiais civis da Delegacia do Comércio identificaram ontem (25) o carro e hoje já tomaram o depoimento do motorista que atropelou um corredor na Av. Visconde (Doca) de Sousa Franco, em Belém, na última terça-feira (23).

O veículo estava na casa dos pais do suspeito, no bairro do Barreiro. As imagens do Ciop, câmeras de vigilância da via e denúncias da população pelo 181 foram decisivas.

O atropelador alegou trabalhar como motorista de aplicativo e ter sofrido um “apagão” no momento da batida, que teria sido ocasionado por cansaço e uso de remédios. Todas as informações serão apuradas pela polícia, informou o delegado Arthur Nobre, diretor da Seccional do Comércio. “Agora a Polícia Civil vai encaminhar o veículo para perícia e está esperando relatório das câmeras do Ciop, para concluir as investigações e remeter à Justiça. Nesse momento a polícia está checando todos os indícios e elementos informativos”, explicou.

Concerto da AJB no Theatro da Paz dia 30

Anterior

Política industrial do Brasil terá R$300 bilhões até 2026

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *