0
A Seduc e o Instituto Unibanco convidam para uma sessão especial do documentário “Nunca me sonharam”, seguido de debate sobre a educação pública no Pará.

Filmado em oito estados, nas cinco regiões do Brasil, o longa- metragem dirigido por Cacau Rhoden mostra jovens estudantes preocupados com o futuro, suas expectativas, angústias e sonhos, além dos desafios para gestores e educadores.  

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, feita pelo IBGE em 2015, 82% das crianças e jovens até 19 anos que estudam estão na rede pública. Mas ainda há 1,6 milhão de adolescentes, de 15 a 17 anos, fora da escola, no Brasil. Destes, 9,98% não estudam e nem trabalham. São os nem-nem.

Educadores e estudantes paraenses participam do filme: Adaelson Santos, diretor da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Avertano Rocha; Luciana Sousa dos Santos, diretora da EEEFM Antonio Batista Belo de Carvalho (de Santarém), e Odimar do Carmo Melo, professor da EEEFM Avertano Rocha, de Belém. 

Alunos da EEFM Antônio Batista Belo de Carvalho: Alison Ribeiro Souza, Beatriz da Silva Pereira, Carlos Victor, Carmem Lúcia dos Santos Ribeiro, Daniele de Castro Fonseca, Guilherme Gonçalves Pádua, Hellen Patrícia Lobato Modesto, Antônio Batista Belo de Carvalho e Jamile Marta Melo da Silva.
Alunos da EEFM Avertano Rocha: Isabelle Letícia, Isadora Neris dos Santos, Jaqueline Farias Rosa, Lucas Raphael da S. Mendes e Lucia Vitória S. Matos. 

O programa será amanhã às 9h, no Boulevard Shopping, horário difícil no meio da semana. Mas o filme também poderá ser assistido gratuitamente na plataforma online Videocamp.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Rede de pedofilia em Santarém expõe chaga social

Anterior

Dragagem do Porto de Vila do Conde

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *