0

“Hoje pela madrugada, por volta das 4 h, 5 elementos estavam no muro de minha casa, não sei se fumando ou traficando drogas, ou querendo pular. Pois liguei imediatamente para 190, e estou até agora, 7 h da manhã, esperando uma viatura.

Fica aqui a minha indignação, pois se acontecesse de eles pularem o muro e rendessem toda a minha família? E olha que moro aqui em Val de Cans, próximo ao aeroporto, no conjunto Promorar.

Não tem nem a desculpa que é longe ou que não dá para entrar na rua, pois as ruas são todas asfaltadas e pavimentadas, foi falta de responsabilidade com o cidadão.

A PM precisa cuidar melhor de seu povo, pois na hora de atirar em carros, destratar na hora de abordagem para solicitar CNH e documento de veículos, a polícia esta se tornando uma craque em arrogância.

Fica aqui minhas críticas à Polícia Militar do Pará.

Eu, como militar da Marinha, fico decepcionado.”

(De leitor do blog, em justa reclamação.)

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Círo de Oriximiná

Anterior

Ajuruteua, em Bragança

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *