Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A mulher, a coragem e a violência

Você sabia que a cada 5 minutos uma mulher é agredida e a cada 2 horas uma mulher é assassinada no Brasil? São quase 500 anos de atraso social. Em 1580, Lucrezia d’Este, filha de Ercole II e Renèe di France e sofrida mulher de Francesco della Rovere, fundou a primeira instituição no mundo para defender as mulheres que sofriam violência de seus maridos e parentes, em Ferrara, na Itália.  Lucrezia nasceu em 1535 e, por razões diplomáticas, foi obrigada a casar com o herdeiro de Urbino quando tinha 35 anos e ele 22 anos. Arrastada de forma humilhante pelo marido no dia do casamento, foi morar em Pesaro/Urbino, onde passava horrores.
A duquesa tinha permissão para visitar a família em Ferrara e numa dessas viagens viveu secreta história de amor. Quando seu irmão Alfonso II descobriu o caso resolveu silenciar o escândalo matando o amante. Lucrezia não quis voltar para o marido e pediu autorização da Santa Sé para uma separação, que o Papa não decretou mas permitiu que ela vivesse sozinha em Ferrara, onde deixou sua marca na história. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *