Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

A mulher, a coragem e a violência

Você sabia que a cada 5 minutos uma mulher é agredida e a cada 2 horas uma mulher é assassinada no Brasil? São quase 500 anos de atraso social. Em 1580, Lucrezia d’Este, filha de Ercole II e Renèe di France e sofrida mulher de Francesco della Rovere, fundou a primeira instituição no mundo para defender as mulheres que sofriam violência de seus maridos e parentes, em Ferrara, na Itália.  Lucrezia nasceu em 1535 e, por razões diplomáticas, foi obrigada a casar com o herdeiro de Urbino quando tinha 35 anos e ele 22 anos. Arrastada de forma humilhante pelo marido no dia do casamento, foi morar em Pesaro/Urbino, onde passava horrores.
A duquesa tinha permissão para visitar a família em Ferrara e numa dessas viagens viveu secreta história de amor. Quando seu irmão Alfonso II descobriu o caso resolveu silenciar o escândalo matando o amante. Lucrezia não quis voltar para o marido e pediu autorização da Santa Sé para uma separação, que o Papa não decretou mas permitiu que ela vivesse sozinha em Ferrara, onde deixou sua marca na história. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *