Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

A força do lúdico no enfrentamento à violência



Vejam que iniciativa interessante! Em 2007, em meados do mês de agosto, o então comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, sediado em Santarém, ainda tenente coronel, hoje coronel da reserva Osmar Costa Jr., que inclusive se formou em jornalismo na minha turma, na UFPA, criou um mascote, o PMZito, para as ações de cidadania da PM, principalmente na Operação Çairé, na barreira policial localizada na rodovia estadual (PA-457) que dá acesso à vila de Alter do Chão. Na época, a ideia ficou só em adesivos para veículos que eram agraciados pela PM no seu posto de serviço. 


Quando o então capitão Marcelo Ribeiro, que servia naquela unidade, assumiu o comando da 12ª CIPM em Oriximiná, resolveu personificar o PMzito, para as ações desenvolvidas no policiamento preventivo. Para isso teve a ajuda fundamental de um artesão oriximinaense, o Edvaldo Pontes, que confeccionou o boneco em menos de 10 dias. A partir de então a presença do mascote foi constante nos vários eventos,  com a boa vontade do cabo Alderlan Corrêa do Nascimento, que deu vida ao boneco e sempre fez o maior sucesso junto à criançada.


Agora que comanda a 21ª CIPM em Dom Eliseu, o major Marcelo Ribeiro conta com Erlane Gomes dos Santos para colocar o PMzito nas ruas e principalmente nas escolas, utilizando-o como ferramenta lúdica nas atividades de proteção e prevenção junto às crianças que estão em vulnerabilidade social, aos moldes dos mascotes utilizados pela Polícia Nacional do Japão, com a mesma finalidade.


O PMzito faz tanto sucesso, até perante os adultos, que até já tem sua canção, que está no YouTube, composta pela professora Marly Oliveira Harada, ainda nos tempos em que o major Marcelo atuava em Oriximiná.


A 21ª CIPM é a pioneira em Unidades da PMPA que tem o mascote como ferramenta de aproximação e interação com a  comunidade, notadamente a infantil. E os resultados já começam a aparecer. O Programa de Redução de Criminalidade da Segup-PA tinha como meta 13 homicídios no primeiro semestre deste ano em Dom Eliseu. Aconteceram oito, ou seja, 33% a menos. Ainda é muito, afinal cada vida tem importância inestimável; mas já é um bom começo. É um pingo d’água no oceano, sim. Mas se muitos se juntarem nessa empreitada se tornará um rio-mar. Que o bom trabalho do Major Marcelo e do Coronel Costa Jr. se multiplique pela PM e dê como frutos a paz social de que tanto precisamos!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *