Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

81 municípios em emergência

O Ministério da Integração Nacional reconheceu, hoje, situação de emergência em 81 municípios de Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Pará, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, atingidas por desastres naturais diversos, como seca e estiagem, chuvas intensas, alagamentos e deslizamento de solo. A medida é o primeiro passo para que as prefeituras recebam apoio federal em ações de socorro e assistência à população, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas.

Em Alagoas, 68 cidades foram prejudicadas pelo extenso período de seca e estiagem. O mesmo aconteceu nos municípios baianos de Miguel Calmon, Nova Itarana, Pé de Serra e Pindobaçu, além de Colatina, no Espírito Santo, e Graccho Cardoso, em Sergipe.
Já Mariápolis (SP), Uru (SP) e Itaituba (PA) foram atingidas por chuvas intensas, situação que também provocou enxurradas em Conceição do Araguaia e alagamentos em Rio Maria, ambas no Pará. No município de Tefé (AM) estruturas foram danificadas pelo deslizamento de uma encosta, e em Porto Belo (SC) uma ponte foi destruída. 

Para obter apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, os municípios devem apresentar o Plano Detalhado de Resposta (PDR) e um relatório com o diagnóstico de danos. Os dados podem ser obtidos por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), disponível aqui neste endereço eletrônico. Após a análise, se aprovado, os recursos são definidos e liberados.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *