O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, convocou e empossou Torrinho Torres, primeiro suplente do Podemos, na vaga do deputado Igor Normando, que está licenciado para exercer o cargo de secretário de Estado de Articulação da Cidadania. O novo parlamentar…

Reconhecimento máximo da Associação Paulista de Críticos de Artes a obras de Literatura, Música popular, Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Rádio, Teatro, Teatro Infantojuvenil e Televisão, o Prêmio IPCA, anunciado na segunda-feira, 6/2, contemplou o livro de contos “Eu já…

A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

35 anos sem César Moraes Leite

Há exatos 35 anos, no fatídico dia 10 de março de 1980, o estudante do curso de engenharia da UFPA César Moraes Leite tombou morto, aos 19 anos, dentro de uma sala de aula do pavilhão F do setor Básico do campus do Guamá, atingido pela bala da arma de um agente do regime militar que caiu e disparou. O trágico episódio tornou pública a estratégia de infiltração nas universidades. 

Nesta terça-feira (10), às 9h, no auditório do Instituto de Letras e Comunicação, o Mestrado em Comunicação e a Faculdade de Comunicação da UFPA promovem o debate “Ditadura militar às margens do Rio Guamá: 35 anos sem César Moraes Leite”, sobre a experiência de autoritarismo vivenciada pela Universidade, uma oportunidade para que as novas gerações conheçam e reflitam sobre um período de perda de direitos e liberdades no País. Os convidados são a professora Edilza Fontes, presidente da Comissão “César Leite” Memória e Verdade da UFPA, e o professor e poeta João de Jesus Paes Loureiro, uma das vítimas da repressão e antigo professor do curso de Comunicação Social.  

Durante o resto da semana, até o dia 13, serão realizados outros debates, minicursos, oficinas e rodas de diálogo. Confiram aqui a programação detalhada. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *