As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Os fatos que ensejaram a prisão preventiva do SGT Gildson dos Santos Soares e o afastamento da Coronel QOPM/PA Andréa Keyla Leal Rocha do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Pará descortinaram uma situação gravíssima e surreal dentro…

35 anos sem César Moraes Leite

Há exatos 35 anos, no fatídico dia 10 de março de 1980, o estudante do curso de engenharia da UFPA César Moraes Leite tombou morto, aos 19 anos, dentro de uma sala de aula do pavilhão F do setor Básico do campus do Guamá, atingido pela bala da arma de um agente do regime militar que caiu e disparou. O trágico episódio tornou pública a estratégia de infiltração nas universidades. 

Nesta terça-feira (10), às 9h, no auditório do Instituto de Letras e Comunicação, o Mestrado em Comunicação e a Faculdade de Comunicação da UFPA promovem o debate “Ditadura militar às margens do Rio Guamá: 35 anos sem César Moraes Leite”, sobre a experiência de autoritarismo vivenciada pela Universidade, uma oportunidade para que as novas gerações conheçam e reflitam sobre um período de perda de direitos e liberdades no País. Os convidados são a professora Edilza Fontes, presidente da Comissão “César Leite” Memória e Verdade da UFPA, e o professor e poeta João de Jesus Paes Loureiro, uma das vítimas da repressão e antigo professor do curso de Comunicação Social.  

Durante o resto da semana, até o dia 13, serão realizados outros debates, minicursos, oficinas e rodas de diálogo. Confiram aqui a programação detalhada. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *