0

Nesta quinta-feira, 8 de julho de 2021, data dos 408 anos de Bragança, a cidade mais antiga do Pará, a rádio Educadora AM, primeira emissora a levar educação pelo rádio para o interior da Amazônia, passa para a frequência FM. Pelas suas ondas, de dentro das suas casas, mais de cem mil pessoas puderam avançar ou concluir os seus estudos à distância. A Educadora de Bragança é a segunda rádio AM mais antiga do Pará e mantém no ar há seis décadas uma programação diária diversificada, que mistura educação, cultura, esporte e evangelização. Durante um mês, serão mantidas simultaneamente as duas frequências, na faixa AM dos 1390 KHz, e na faixa FM 93,7 MHz. A previsão é que o sinal AM seja desligado no dia 8 de agosto.

 A Rádio Educadora mantém no ar há 61 anos o mais antigo e longevo programa de educação de jovens e adultos pelo rádio do Brasil, levando a toda a região dos Caetés o conteúdo do Sistema Educativo Radiofônico de Bragança (Serb), criado em 1958 por iniciativa do bispo Dom Eliseu Maria Coroli e do então padre Miguel Giambelli, ligados à prelazia do Guamá. Entusiastas do rádio como ferramenta de educação e evangelização, eles se inspiraram em experiências exitosas de alfabetização e escolarização de jovens e adultos pelo rádio no Brasil, especialmente em Natal (RN) e na Colômbia.

 A primeira aula radiofônica aconteceu no dia 17 de abril de 1961, voltada para 1.508 alunos, distribuídos em 107 rádio-postos. Cada um deles era equipado com rádios cativos, fabricados para sintonizar apenas a frequência da Educadora, encomendados pela Diocese de Bragança (Prelazia do Guamá) e distribuídos às comunidades da região. A rede de escolas radiofônicas que tinha o Serb como emissor chegou a ter 362 rádio-postos e 6,2 mil alunos simultâneos na década de 1960.

Atualmente, 640 alunos estão regularmente matriculados no Serb, agora vinculado à Secretaria de Estado de Educação do Pará, em turmas da 3ª e 4ª etapa do Ensino Fundamental, e de 1ª e 2ª etapa do Ensino Médio. Estes alunos acompanham pelos canais da Educadora as aulas gravadas por seus professores nos estúdios de Bragança.

A nova Educadora FM terá grade reformulada repleta de música, informação e interação com o público. A frequência dos 106,7 MHz, seguirá no ar, com nova denominação, em homenagem à padroeira da cidade: Rosário FM 106,7 MHz. A nova marca da Fundação Educadora de Comunicação (FEC) também estreia no dia 8 de julho com programação repaginada, novas vinhetas e programas, com foco na cultura, na educação e na evangelização.

O professor Beto Amorim coordena o projeto de transição. O padre Ari Silva dirige a Fundação, que mantém, ainda, a TV Educadora canal 30 e portal de notícias.

Vejam as fotos da inauguração da emissora, de como os alunos estudavam antigamente e do estúdio atual (acervo da Fundação).

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Velhas questões e novas respostas para a Covid

Anterior

Marajoaras denunciam o programa Abrace o Marajó

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *