Para marcar os quinze anos de criação das Florestas Estaduais de Faro, Trombetas e Paru, da Estação Ecológica Grão-Pará e da Reserva Biológica Maicuru, na Calha Norte, hoje (4), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançou…

Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

104 anos do Cine Olympia de Belém do Pará


O Cinema Olympia completa hoje 104 anos de atividades. O cinema brasileiro é o grande o homenageado este ano, com a exibição do filme O Palhaço, de Selton Mello. Os pianistas Paulo José Campos de Melo e Leonardo Coelho de Souza e a cantora lírica Dione Colares interpretarão temas musicais de filmes brasileiros que fazem parte da cinematografia nacional como “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha; “ Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade; “Dona Flor e seus Dois Maridos”, de Bruno Barreto; “Bye Bye Brasil”, de Carlos Diegues, e “Um Dia Qualquer”, do parauara Líbero Luxardo. 

A programação especial de aniversário do cinema mais antigo – e em funcionamento –  do Brasil será hoje, a partir das 17:30h, com entrada franca.
Apesar de tantas condições adversas, o Cine Olympia ainda está atuante na cultura cinematográfica e oferece programação alternativa que prioriza a qualidade do que é exibido, com filmes inéditos, mostras, festivais e projetos (como A Escola vai ao Cinema). E tudo de graça!  É da maior importância que o cinema Olympia chegue aos 104 anos enquanto muitos importantes cinemas de rua não existem mais por causa da nova configuração do mercado exibidor. 

Marco Antonio Moreira, crítico e programador de cinema, filho do saudoso Alexandrino Moreira, que teve a coragem de ser pioneiro na exibição de filmes de arte no Pará, sintetiza o pensamento e as emoções de todos quantos amamos o cinema: “Minhas memórias cinematográficas sempre estiveram envolvidas com o cinema Olympia ao assistir desenhos animados com minha família, acompanhar as mostras e exibições especiais, estar na primeira sessão de “Guerra nas Estrelas”, estar na primeira sessão do lançamento inesquecível de “Laranja Mecânica” de Stanley Kubrick (após anos de proibição pela censura brasileira), chegar ao cinema e perceber longas filas para comprar ingressos do filme “Psicose” de Alfred Hitchcock, entre tantos outros momentos. Espero que o cinema Olympia continue sua trajetória de ser CINEMA e ser um referencial de emoções e memórias de todos aqueles que gostam da sétima arte.”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *