0

O nosso desafio ainda é maior do que em qualquer outro Estado. O Pará apresenta 18 municípios com alto índice de violência, sendo o município de Breves, no arquipélago do Marajó, o de maior vitimização juvenil. Quem tiver informação sobre uma criança ou adolescente ameaçado de morte basta ligar para o número (91) 9100-8279 ou entrar em contato com o Ministério Público, Tribunal de Justiça do Estado e Conselhos Tutelares de sua cidade“.
(Padre Bruno Secchi, coordenador geral do Centro de Defesa da Criança e Adolescente (Cedeca/Emaús), enfatizando a importância da mobilização social para proteger as crianças e adolescentes).
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Dignidade já!

Anterior

MPE opina pela cassação do prefeito de Óbidos

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *