Trabalhadores da Companhia Docas do Pará estão em pé de guerra com a direção da estatal federal. Desde julho estão padecendo com contracheques zerados, aumento de jornada, remuneração encurtada, custo de vida encarecido e compromissos não honrados. Tudo isso graças…

A juíza Sara Augusta Pereira de Oliveira Medeiros, titular da 3ª Vara Cível, Infância e Juventude, Órfãos, Interditos e Ausentes de Castanhal (PA) exarou uma sentença emblemática, em plena Semana da Pessoa com Deficiência: obrigou a Escola Professor Antônio Leite…

Observando que é irracional o deslocamento de grande quantidade de pacientes em busca de tratamento, o Ministério Público do Pará ajuizou Ação Civil Pública contra o Estado do Pará e o Município de Marabá, para a criação de Unidade de…

O governador Helder Barbalho sanciona hoje à noite, em cerimônia no auditório do Centur, o 'Vale Gás' e o 'Água Pará', destinados a famílias de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social. Ambos serão gerenciados e fiscalizados pela Secretaria…

Vitimização infanto-juvenil

O nosso desafio ainda é maior do que em qualquer outro Estado. O Pará apresenta 18 municípios com alto índice de violência, sendo o município de Breves, no arquipélago do Marajó, o de maior vitimização juvenil. Quem tiver informação sobre uma criança ou adolescente ameaçado de morte basta ligar para o número (91) 9100-8279 ou entrar em contato com o Ministério Público, Tribunal de Justiça do Estado e Conselhos Tutelares de sua cidade“.
(Padre Bruno Secchi, coordenador geral do Centro de Defesa da Criança e Adolescente (Cedeca/Emaús), enfatizando a importância da mobilização social para proteger as crianças e adolescentes).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *