Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Violência é quase unanimidade no grau de preocupação

Nesta hora de crise, o governador Simão Jatene deveria prestar muita atenção à voz rouca que vem das ruas faz tempo e que alguns de seus secretários distorcem e douram até chegar aos seus ouvidos. Abra os olhos e escute o povo que o elegeu, governador. A recente pesquisa CNT/MDA, em nível nacional, dá uma pista segura: 91,5 % estão muito preocupados com a violência. E 83% muito preocupados  com a corrupção. Muito mais do que com emprego, inflação, custo de vida e dívidas, por exemplo. O grau de preocupação se justifica pelo horror estampado no noticiário de cada dia e nos índices de violência superiores a países em guerra. E  que se sabe estão nesse patamar porque se originaram da corrupção e da impunidade que campeiam neste País.

Também não esqueça de que 81,7% defendem  o direito a manifestações  públicas. As notas públicas do Governo do Estado criminalizando os movimentos legítimos de servidores públicos, além das ordens ilegais que já são alvo de inquérito policial militar, no caso do sítio aos professores na Seduc, além da atuação de verdadeiros DAS pitbulls nas redes sociais, só contribuem para acirrar os ânimos e piorar a situação. Erros sucessivos que qualquer pessoa com um mínimo de bom senso do secretariado já deveria ter apontado.

Confira a íntegra da pesquisa aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *