O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Vai dar m…

O Conselho Nacional de Justiça afastou, hoje, o presidente do TRE-AM, Ari Moutinho da Costa, e instaurou Processo Administrativo Disciplinar a fim de apurar graves indícios apontados em sindicância: favoreceu o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, requisitou para trabalhar no Tribunal um delegado que presidia inquérito policial contra seu filho e ainda favoreceu o padrasto de seu genro em uma ação de manutenção de posse de terras que tramitava na Justiça Comum. Há outras acusações envolvendo troca de favores e violação dos princípios da moralidade e impessoalidade. O afastamento inclui suas funções no TJ-AM.

A juíza da 58ª Zona Eleitoral de Manaus, Maria Eunice Torres do Nascimento, cassou o registro de candidatura de Amazonino, por captação ilícita de recursos e votos, além de negar a expedição do seu diploma, o que o impediria de tomar posse como prefeito. De acordo com o relatório do CNJ, a ação “recebeu tramitação mais célere do que a convencional“. Além disso, a juíza foi afastada da presidência do processo eleitoral de 2008 em Manaus, antes do julgamento do mandado de segurança e a apresentação da prestação de contas de Amazonino, e sua diplomação foi prorrogada pelo presidente do TRE-AM.

Detalhe: o filho de Ari Moutinho é 1º suplente do vice-prefeito eleito e, no ano passado, Amazonino nomeou a filha do desembargador para a presidência da Fundação Dr. Thomaz, entidade da administração indireta de Manaus.

Mais: o governador Eduardo Braga nomeou o filho de Moutinho para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

O ministro Gilson Dipp, corregedor do CNJ, já oficiou ao presidente do TJ-AM, Domingos Jorge Chalub, solicitando esclarecimento sobre notícia publicada no Jornal do Brasil, de que havia garantido a Ari Moutinho o cargo de Corregedor Geral no Tribunal.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *