0

A Celpa não faz trabalho preventivo. O síndico de um edifício na rua Tiradentes, em Belém, ligou para a empresa pedindo para fazerem a poda de uma palmeira de buriti de seu prédio cujos galhos, em outra ocasião, encostaram no fio de alta tensão e causaram transtornos coletivos, com falta de energia durante quase um dia inteiro em vários quarteirões. Mas a Celpa avisou que vai demorar um mês para atender o pedido. A não ser que haja uma explosão ou coisa do tipo.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Ninguém merece

Anterior

Gente humilde

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *