0
Eu pensava que já tinha visto de tudo, nesses 27 anos de serviço público. Ledo engano. Hoje, entrou em pauta para votação em plenário – incluído por força do art. 111 da Constituição Estadual (sem parecer das comissões) – o projeto de Decreto Legislativo nº 30/2009, que cria o cargo que será ocupado por Helena Borges Paiva no Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Pará.

Não, vocês não leram errado. O cargo está sendo criado especificamente para ela.

Sabem por que? Helena prestou concurso em 2006, foi aprovada mas, por algum motivo, não convocada. Acionou o Judiciário, através de Mandado de Segurança, obteve a prestação jurisdicional e, com a decisão transitada em julgado, da lavra da Desembargadora Eliana Abufaiad, a Alepa é obrigada a abrir a vaga e preenchê-la.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Banalização da violência

Anterior

Rota do crime

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *