Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Susto no Juizado da Infância em Belém

   

Hoje, servidores, magistrados e cidadãos jurisdicionados das Varas da Infância, em Belém do Pará, tomaram um grande susto. As janelas de vidro do prédio, localizado na Av. Tamandaré com a São Pedro, trincaram, outra explodiu, parte da marquise que dá para a Tamandaré desabou e uma das colunas do fundo rachou. O chefe dos bombeiros militares que trabalham no local vistoriou os estragos, reuniu com os magistrados e recomendou a evacuação imediata do edifício. Os servidores não vêem condições de voltar ao trabalho, tamanha é a sensação de insegurança e o pavor de um desabamento a qualquer momento, pondo em risco muitas vidas, e reivindicam uma vistoria técnica completa, feita pelo Corpo de Bombeiros, Instituto de Perícia Renato Chaves e CREA-PA. A situação já foi comunicada também ao Sinjep (Sindicato dos Servidores do Judiciário), que se comprometeu a pedir providências urgentes ao presidente do TJE-PA, desembargador Constantino Guerreiro, a fim de garantir a segurança de todos.

Inaugurado em janeiro de 2011, o prédio foi construído para abrigar exclusivamente os Juizados da Infância, mas passaram a funcionar nele também os Juizados Especiais Criminais. Desde sua entrega, apresentou problemas de rachaduras nas paredes, vigas e colunas, que foram constantemente relatados por servidores, magistrados e bombeiros militares que ali trabalham à administração e engenharia do TJE-PA, que, por sua vez, só enviou uma equipe em 2013, após um estalo na estrutura fazer surgirem mais rachaduras, cair parte de um reboco interno e empenar portas. Na ocasião, a equipe de engenharia do TJ afirmou ser “apenas acomodação estrutural” e que o prédio era seguro. Foram executados reparos estéticos, mas as rachaduras continuaram a aparecer. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *