A juíza Sara Augusta Pereira de Oliveira Medeiros, titular da 3ª Vara Cível, Infância e Juventude, Órfãos, Interditos e Ausentes de Castanhal (PA) exarou uma sentença emblemática, em plena Semana da Pessoa com Deficiência: obrigou a Escola Professor Antônio Leite…

Observando que é irracional o deslocamento de grande quantidade de pacientes em busca de tratamento, o Ministério Público do Pará ajuizou Ação Civil Pública contra o Estado do Pará e o Município de Marabá, para a criação de Unidade de…

O governador Helder Barbalho sanciona hoje à noite, em cerimônia no auditório do Centur, o 'Vale Gás' e o 'Água Pará', destinados a famílias de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social. Ambos serão gerenciados e fiscalizados pela Secretaria…

Ciclistas liderados pelo grupo Pedal Mulher Nota 100, com apoio de alunos e voluntários da Universidade Federal do Pará e da Academia Paraense de Jornalismo, realizarão uma performance, nesta quinta-feira (23), das 8h às 10h, a fim de chamar a…

S.O.S Projeto Apoena

Os professores e adolescentes atendidos pela Funcap vivem situação de intranquilidade e, em ofício, fazem apelo à governadora Ana Júlia Carepa. O convênio Seduc/Funcap nº 246/2005, do Projeto Apoena, tem prazo para vigorar até o final de 2009. Acontece que não houve concurso e, mesmo assim, os professores temporários que atendem os menores infratores foram avisados de que seus distratos estão previstos para o dia 30 deste mês – e serão substituídos por outros temporários e não concursados.
A governadora visitou no último dia 21 de maio uma das unidades e conheceu a realidade da tarefa docente especial executada junto aos jovens apenados. Nessa ocasião, ela ouviu de um adolescente sócio-educando pedido emocionante por seus professores, “que todos os dias lhes levam a palavra de encorajamento apontando para a possibilidade de um mundo melhor e de um futuro mais tranquilo trilhado pelos caminhos melhores que a vida não lhes deu oportunidade de conhecer, como decreto da sorte e contexto social onde se originaram e cresceram e se educaram“.
Ana Júlia Carepa respondeu que “em algum momento da vida de vocês, vocês entraram em conflito com a lei, mas nós queremos que vocês tenham oportunidade de trilhar um novo caminho. O nosso entendimento é que os jovens aproveitem a oportunidade que estão tendo”, enfatizando a capacidade transformadora através da educação.
Mas… Os garotos perguntam: como podem aproveitar se estão tensos ante a provável saída de seus professores?

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *