0

“Aumentam a cada ano as pressões pela internacionalização da Amazônia. A invasão branca da região já começou, por meio das ações de ONGs. As terras indígenas na fronteira norte do País constituem a ponta de lança para que a região seja desmembrada do País, são o germe da secessão. Hoje elas pertencem ao Estado brasileiro, mas há uma trama internacional para que se tornem nações indígenas e depois deixem de ser propriedade do Estado. A marcha para o Oeste e o Norte é o desafio da nova geração”. (general da reserva Luiz Gonzaga Lessa, ex-comandante militar da Amazônia, aplaudido em pé por cerca de 700 pessoas, em debate em torno do tema “A Realidade da Amazônia – Soberania Ameaçada, Farsa ou Realidade?”, em São Paulo).

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Lenda se torna realidade

Anterior

Kafka em quadrinhos

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *