A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Sinjor-PA repudia violência contra jornalistas

“O Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor-PA) repudia mais um lamentável episódio de excessos cometidos pela Polícia Militar do Estado. Desta vez, as vítimas foram o cinegrafista Waldomiro Gonçalves e a jornalista Sancha Luna, que trabalham na RBATV, e também o cinegrafista Jairo Lopes e o repórter Guilherme Mendes, da TV Liberal.
 
Sem nenhum motivo, eles foram atingidos pelo capitão Rayol, do Batalhão de Choque, que lançou jatos de spray de pimenta no rosto dos jornalistas, que faziam a cobertura da manifestação dos professores em frente à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), na manhã desta quinta-feira, 24.
 
Diante de mais este ato, o Sinjor-PA vem a público manifestar sua preocupação com a crescente onda de violência contra jornalistas que, no exercício de sua profissão, são surpreendidos com atitudes arbitrárias, principalmente aqueles que cobrem manifestações populares, que diariamente estão ocorrendo em todo o país.
Violência contra profissionais da informação, que levam as notícias com responsabilidade à sociedade, é um desrespeito à liberdade de imprensa e vai de encontro à democracia. Este fato revela o desconhecimento da importância dos jornalistas no dia-a-dia da população.
 
O Sinjor-PA enviará ofício à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e à Ouvidoria da Polícia Militar, solicitando que apurem a conduta do militar. O Sindicato solicita também que a corporação policial seja orientada sobre sua principal função, que é garantir a ordem pública, mas sem praticar a violência. A sociedade precisa ter garantia de proteção por parte destes policias e não ficar à mercê de atitudes que violem seus direitos.”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *