0

Foi um parto e daqueles de gravidez de alto risco, mas o empréstimo de R$ 366,7 milhões do governo do Estado ao BNDES foi aprovado hoje à tarde pela Alepa, em longa sessão ordinária, seguida de extraordinárias, com direito a intervalo para o almoço, que ninguém é de ferro e todo mundo tinha fome.

A nova redação do Projeto de Lei 259/2009 destina 51% dos recursos aos municípios paraenses; 33% para despesas de capital – incluídas aqui emendas que serão aplicadas em vários municípios -; 4,5% para livre aplicação pelo governo e 11.5% para aplicação, em valores iguais, nas emendas parlamentares.


O dinheiro vem do Programa Emergencial de Financiamento aos Estados e será utilizado em obras de infraestrutura e despesas de capital, completando investimentos que o Estado vem fazendo com recursos próprios. O chefe da Casa Civil, Everaldo Martins, acompanhou toda a discussão e votação em plenário.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Seminário Eleitoral

Anterior

TCE analisa contas 2009

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *