0

Este ano o poeta, prosador, ensaísta, romancista, dramaturgo, folclorista, professor e pesquisador João de Jesus Paes Loureiro, sem favor algum um dos intelectuais mais importantes da Amazônia, compôs a letra do samba-enredo da Escola de Samba Quem São Eles, de Belém do Pará. Trata-se de reedição do tema de 1989, Preamar da Cultura do Pará, com música de Edyr Proença.

A história do Império do Samba Quem São Eles se confunde com a vida do escritor, que já participou da criação de seis sambas-enredo da tradicional escola do bairro do Umarizal: ‘Marajó, ilhas e maravilhas’, Theatro da Paz – 100 anos de Arte no Pará’, “Cobra Norato – Pesadelo Amazônico’, “Eneida Sempre Amor’, “Jubileu de Ouro – Quem não viu vai ver agora” e “Preamar”.

A Associação Cultural Recreativa e Carnavalesca Império do Samba Quem São Eles foi fundada em 28 de janeiro de 1946. O “Quenzão”, como é conhecida a “escola do povo”, coleciona pessoas notáveis em sua trajetória, como Eneida de Moraes, Waldemar Henrique, Edyr Proença, JJ Paes Loureiro, Nazareno Tourinho, Edgar Augusto Proença, David Miguel, Néder Charone e Cláudio Lobato.

A obra monumental de Paes Loureiro, Doutor Honoris Causa pela Universidade da Amazônia – UNAMA, é transversal, se espraia no âmbito da cultura, da estética, da semiótica, do imaginário, da poética, sempre com foco na realidade amazônica, de modo original. Ouçam o belo samba-tema.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Mabe de portas abertas este domingo

Anterior

Seurb quebra calçadão em pedras portuguesas para por 25 placas na Doca

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *