0
Puxirum – Nazaré de Todos Nós” enche de cultura o final de semana, com carimbó, rock, brega, MPB, reggae e teatro infantil. Resultado da mistura entre o tupi, o português e o espanhol, a palavra “puxirum” designa ação que dura mais de um dia e que reúne grande número de pessoas para realizá-la.
Assim, vários “puxiruns” têm sido feitos em Belém, agregando artistas e povo. Hoje, a partir das 18h, no Complexo Feliz Lusitânia, tem Lia Sophia, banda Fruta Quente, Palhaços Trovadores, grupos de carimbó, rock, brega e MPB. Além disso, os museus também apresentam uma série de exposições especiais que permanecem abertas ao público até o mês de novembro.
Às 17h, um cortejo cultural sai na Praça do Relógio em direção ao Píer das Onze Janelas, onde o Grupo Circo Etério aguarda os participantes. Os Palhaços Trovadores também animam o público no anfiteatro.
Às 19h, na tenda carimbó, é a vez do ritmo regional do Curimbó Mirim, seguido do grupo Novo Zimba, de Maracanã. Fechando a noite, no palco principal, Alcyr Guimarães, The Vassos e Markinho e Banda.
No sábado, a ação começa às 18h, com a Usina de Animação, no anfiteatro das Onze Janelas, e carimbó com Os Originais, de Marapanim. Às 20h, Ivan Cardoso, Jaafa Reggae e banda Fruta Quente.
Para encerrar o Puxirum, no domingo haverá teatro infantil com Os Notáveis Clowns, e roda de carimbó com os Curiós Mirins, de Curuçá. No palco do píer, a banda “Metaleiros da Amazônia” saudará o público com o melhor da música de sopro, além da cantora Lia Sophia. O Arraial do Pavulagem vai fechar com muita toada de boi e ritmos que empolgam os paraenses.
Tem ainda o Festival de Dança do Pará, até o dia 30 deste mês, sempre às 19h30 no Forte do Castelo. A programação é do Governo do Estado do Pará, via Secult. Informações no 4009-8704 / 4009-8707.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Filme de arte

Anterior

O que será…

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *