Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Projeto Rios da Amazônia Livres do Lixo

Uma bela iniciativa do IV Distrito Naval da Marinha do Brasil e da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar-PA) ganhou a parceria do Governo do Estado e do empresariado e foi lançado ontem à noite durante a XIII Feira das Indústrias do Pará (FIPA), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Trata-se do projeto Rios da Amazônia Livres do Lixo, que promoverá ações socioeducativas e econômicas junto às populações ribeirinhas.
As áreas de atuação envolvem a região das ilhas de Belém, o município de Barcarena e, ainda, as cidades e comunidades banhadas pelos rios Tapajós, Xingu e Tocantins.

Idealizado pelo vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, comandante do IV DN; pela armadora Sônia Guedes, presidente da Soamar-PA; e pelo empresário de navegação Eduardo Carvalho, presidente do Sindarpa e presidente do conselho deliberativo da Soamar-PA, o projeto converge esforços para a construção de um ambiente saudável com potencial turístico, de modo a favorecer ações ambientais de inclusão social, geração de emprego e renda, formação de redes sociais, ações culturais, inovação e empreendedorismo. 

Palestras, debates, encontros e oficinas, pontos de cultura e turismo serão utilizados para consecução das metas, entre as quais a troca de conhecimento e tecnologias sociais, turnê de bandas e grupos artísticos, manutenção e limpeza dos rios e suas margens, além de ações de integração social, englobando literatura, cinema, arte, fotografia, gastronomia e tecnologias digitais. 

Uma das ações já programadas é a consolidação da Rota Turística da Comida Ribeirinha, incorporada ao projeto Rios da Amazônia Livres do Lixo para incrementar o fluxo turístico e implementar política pública no setor, contribuindo para o crescimento do PIB parauara a médio e longo prazo, de modo a dinamizar a economia e melhorar os indicadores socioeconômicos das regiões ribeirinhas. 

Também são realizadores do projeto o Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará (Sindarpa), Paes Carvalho Navegação e Logística e Amarena, com apoio da Prefeitura de Belém, Fiepa, Sebrae, Terraplena, Fenavega e Grupo Atlântica Matapi.

Na foto de Carlos Pará, Alexandre Carvalho, presidente do Sindopar (Sindicato dos Operadores Portuários do Pará); José Fernando Gomes Jr., presidente do Simineral; José Rebelo III, vice-presidente da Fenavega (Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária); Eduardo Carvalho, presidente do Sindarpa (Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará) e da Paes Carvalho Navegação e Logística; Raul Porto, gerente regional do Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração); Sônia Guedes, presidente da Soamar-PA; Joy Colares, secretário adjunto de Turismo do Pará; e o vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, comandante do IV Distrito Naval.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *