Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Preso o quarto envolvido na Operação R.I.P.

Foi preso agora à noite, em Manaus(AM), ao desembarcar do México, em retorno de viagem de lua-de-mel, Alex Feio, envolvido na Operação R.I.P., da Polícia Civil do Pará em parceria com a Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Sustentabilidade. Ele consta como dono de um Plano de Manejo Florestal Sustentável e procurador de outro, ambos na área cuja proprietária faleceu meses antes da data do contrato de comodato, tendo sido falsificadas as assinaturas dela, a fim de consumar a fraude. A Operação R.I.P., liderada pelo delegado Marcos Mileo, evitou o desmatamento ilegal de cerca de três mil hectares no município de Portel, no arquipélago do Marajó, faixa de terra equivalente a três mil campos de futebol. Caso a fraude não tivesse sido descoberta pelo setor de inteligência da Semas, poderiam ter sido movimentados mais de 77 mil metros cúbicos em créditos florestais, o suficiente para encher 2.500 caminhões com madeira. Amanhã de manhã o investigado chega em Belém do Pará. O apoio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal da Segup e a interação entre as polícias civis do Pará e do Amazonas foram cruciais para o êxito da missão.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *