0

Os melhores portos no mundo já recebem navios com capacidade de até 16 mil contêineres. O porto de Santos, que é o maior do Brasil, opera na faixa dos 5.500 contêineres e, às vezes, com alguma restrição de calado. Em Belém, os navios nem conseguem entrar na maré baixa. O Pará tem o projeto do Espadarte, incluído desde 1973 no Plano Nacional de Viação, e que será o maior do País. Falta sair do papel.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Lanternas na proa

Anterior

Nada de esmolas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *