0

Amanhã o DOE e os jornais de grande circulação do Pará publicam o edital nº 01/2010, para contratação do projeto básico e do EIA/Rima da Plataforma Logística Intermodal de Transporte, no município de Marabá, que interligará o futuro polo da verticalização mineral ao porto de Vila do Conde, em Barcarena, através da hidrovia Tocantins/Araguaia e da estrada de ferro Carajás.

O novo edital substitui o publicado em 24.12.2009 – houve mudança no certame, que fixou o tipo da licitação em técnica e preço. O custo estimado é de R$ 5,1 milhões para o projeto e de R$ 1,1 milhão para o EIA/Rima.

A plataforma será construída em área de 370 mil m2, à margem esquerda do rio Tocantins, na altura do Km 14 da Transamazônica, próximo ao Distrito Industrial de Marabá e da Aços Laminados do Pará (Alpa).

O porto tem custo total estimado em R$ 100 milhões, e será executado pelo governo do Estado, em parceria com o Dnit. Funcionarão dois terminais de granéis sólidos – um para produtos agrícolas e outro para minérios; um terminal de combustíveis; e outro de cargas gerais.

As visitas técnicas ao local da obra serão em 12 e 19 de maio. A abertura das propostas da concorrência, em 7 de junho, às 10h da manhã. O edital está disponível aqui, aqui, e aqui.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Novidade na blogosfera

Anterior

SOS MPF e Justiça Federal

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *