0
Agora em novas instalações, o Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos, que já existe há nove anos, lançou o Portal de Direitos Humanos da Amazônia, com plataforma que abriga mais de um milhão e trezentos mil documentos, disponíveis para pesquisa através da tecnologia DocPro. A curadoria é do Armazém Memória. Para marcar a retomada dos trabalhos a Mostra Paulo Fonteles de Cinema pela Democracia reúne documentários censurados durante a ditadura militar, localizados pelo Armazém Memória no Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro em fitas de VHS. Em colaboração com a Fundação Biblioteca Nacional pode ser acessada, ainda, a coleção de jornais paraenses reunida na Hemeroteca Digital Brasileira, contendo mais de 145 mil páginas, do século XIX até hoje.  
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Agosto e Outras Memórias

Anterior

Documentos sumiram da Prefeitura de Pirabas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *