0

Sobre os equipamentos para radioterapia, o acelerador linear estará apto entre agosto e setembro de 2009, pois obedece a critérios técnicos. Sobre o simulador, o aparelho que apresentou problema será avaliado para conserto. E faremos um convênio com o Inca (Instituto Nacional do Câncer) para obtermos novos aparelhos, dois simuladores e um tomógrafo simulador, que é um aparelho de alta resolutividade. Além destes, o Estado também comprará mais um tomógrafo com simulador. No momento, os pacientes mais graves deverão ser encaminhados para outros Estados, em caráter emergencial. Mas com todos estes investimentos, o Estado será capaz de atender com toda competência e tecnologia.”
(Médica pediatra Sílvia Comarú Leal, nova secretária de Estado de Saúde Pública, hoje, em sua primeira coletiva à imprensa, afirmando que no Hospital Ofir Loyola a situação é pontual e que a saúde pública está avançando no Pará.)
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Devolva meu celular!

Anterior

Conama aprova ZEE Oeste

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *