As eleições de 2022 coincidem com o bicentenário da Independência e os 90 anos de conquista do direito do voto feminino, ocorrida em 24 de fevereiro de 1932. Durante todo o Império, as brasileiras não puderam votar e somente 43…

O Ecomuseu da Amazônia, da Fundação Escola Bosque (Funbosque) promoveu no domingo, 25, na Ilha de Cotijuba, o roteiro patrimonial, pelo encerramento da 16ª Primavera dos Museus. Os visitantes conheceram o pólo do Ecomuseu, a história de Cotijuba, que passa…

A prefeitura de Portel, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, lançou na sexta-feira passada (23) o projeto Marajó Sustentável, aliado ao Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Seringueira no Estado do Pará…

As dunas em volta do apelidado “lago da Coca-Cola”, em Salinópolis (PA), estão sofrendo progressiva destruição e nenhum órgão fiscalizador está empenhado em conter esse desastre. Moradores locais e até veranistas já apelaram à Polícia Civil, ao Corpo de Bombeiros…

PMB & Cosanpa

O juiz João Batista Lopes Nascimento, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública, indeferiu o pedido de liminar para impedir a privatização dos serviços de fornecimento de água e esgoto sanitário em Belém. Fundamentou que “não vislumbra, no caso concreto, a verossimilhança das alegações e nem mesmo o dano de difícil ou impossível reparação, pois ainda que tenha havido ajuste prévio e a Cosanpa se apresente qualificada a dispensar o processo licitatório, o Município não pode prescindir do processo administrativo regular para dispensar a licitação, sob pena de violar os preceitos que norteiam a administração pública (C.F., art. 37).”
A PGE vai recorrer. Alega que o convênio entre Estado e Município, ratificado pelos Poderes Legislativos, é adequado para subsidiar a dispensa de licitação para gestão associada do sistema pela Cosanpa. E insiste que existe perigo de dano irreparável, uma vez que o prazo para firmar o contrato de gestão finaliza em dezembro de 2010, e que ainda devem ocorrer audiências públicas, processo este interrompido pela Prefeitura. Argumenta, ainda, que a privatização causará danos ao Erário e aos usuários, especialmente a população de baixa renda.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *