0
O Pará conseguiu reduzir de 76.233 casos de malária em 2007 para 69.003 em 2008, mas no primeiro quadrimestre deste ano a incidência da doença aumentou em 11,8%: saltou de 20.770 casos nos quatro primeiros meses de 2008 para 23.225 no mesmo período em 2009. Uma particularidade importante é que apenas 27 municípios paraenses concentram 90% dos casos de malária do Estado, e cinco deles – Anajás, Itaituba, Ipixuna, Goianésia e Pacajá – reúnem 50% dos agravos. E, nesta época, ocorre o pico sazonal.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Dupla marajoara

Anterior

Novo round no Conjunto do Basa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *