0

Você já deu uma boa olhada nas suas narinas? Não? Costuma tomar banhos de rio? Então corra. Pesquisadores descobriram uma nova espécie, batizada com o sugestivo nome de Tyrannobdella rex, que significa “sanguessuga rainha tirana”, que entra nos orifícios do corpo de pessoas e animais e adere às membranas mucosas.

A criatura vive em áreas remotas do alto Amazonas, tem oito dentes grandes e genitália minúscula. Foi descoberta em 2007, no Peru, retirada do nariz de uma menina que tinha se banhado no rio.

A análise de DNA revelou também uma “relação evolucionária” entre sanguessugas que vivem em regiões distantes. Isso sugere a existência de um ancestral comum, que pode ter vivido quando os continentes estavam unidos, na chamada Pangaea. Ou seja, essas sanguessugas compartilhavam a Terra com os dinossauros, há cerca de 200 milhões de anos. E alguns ancestrais do nosso T. rex amazônico podem ter vivido no nariz de um não menos pavoroso Tiranossauro rex. A pesquisa foi divulgada na revista científica online “PLoS One”.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Dia Mundial do Hemofílico

Anterior

Mudança no trânsito

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *