0
O blog pegou a estrada, literalmente, hoje cedinho. O serviço de tapa-buracos que fizeram na Alça Viária é uma bela porcaria. Há panelas por toda parte, a gente tem que dirigir com um olho nas crateras e outro nas carretas e ônibus que trafegam em alta velocidade e fazem desvios perigosíssimos.
As cabeceiras das pontes, além do leito da rodovia, estão com desníveis que podem causar acidentes fatais. Não há sinalização vertical nem horizontal, exceto em alguns trechos.
A PA-151, que acaba de ser recapeada e ainda está com o meio fio sendo trabalhado – metade com piçarra e o resto ainda em movimento de terra (e só um trator fazendo o serviço)-, também já está repleta de buracos. Com o movimento do trânsito pesado e intenso, é tanta areia vermelha no ar que em alguns trechos impede a visão da pista.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Não percam!

Anterior

História & etnia

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *